domingo, 27 de fevereiro de 2011

ABRAÃO, O PAI DA FÉ

ABRAÃO, O PAI DA FÉ




Por Pr. José Sergio Ackel


A data de Abraão é cerca de 2.166 a.C., vivia na cidade Ur, na Caldéia, uma região ao sul da Babilônia (atualmente Iraque). Era uma cidade próspera e altamente civilizada e culta. Terá, seu pai, era da nona geração dos descendentes de Sem, filho de Noé (Gn 11:10).  Quando Abraão tinha 75 anos, DEUS ordenou-lhe que saísse de sua terra, deixando seu povo e a casa do pai, e que fosse para uma nova terra que Ele lhe daria (Gn 11:31). Abraão pegou sua esposa Sara, seu sobrinho Ló e sua esposa, todas as suas posses e seus servos e partiu rumo a um destino desconhecido. Essa jornada representou um grande ato de fé por duas razões. Em primeiro lugar abandonar o conforto e a segurança que tinha e partir rumo a uma terra desconhecida. Em segundo lugar, havia a promessa de que Abraão seria o pai de uma grande nação, embora Sara fosse estéril (Gn 11:30). Em sua peregrinação Abraão passou por muitas provações, tomou decisões acertadas e também algumas que foram baseadas em seu próprio querer. Mas em todas o SENHOR fez prevalecer á Sua vontade, e todas as coisas cooperaram para o bem de Abraão e o cumprimento do eterno propósito de DEUS. Assim Abraão foi crescendo e se fortalecendo na fé, cada altar erigido era uma demonstração de fé. A maior prova de fé ocorreu após o nascimento de Isaque quando ele já tinha seus quatorze ou dezesseis anos, quando DEUS ordenou que ele oferecesse Isaque em sacrifício. Esse foi uma prova de fé não só para Abraão mas também para Isaque. Quando Abraão estava prestes a cravar sua faca no filho, DEUS o interrompeu, dizendo:”Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único filho” (Gn 22:12). Deus não precisava fazer isso fazer isso para saber que Abraão lhe obedeceria – Ele sabe todas as coisas. No entanto, Abraão precisava saber o que ele mesmo estaria disposto a fazer em obediência ao SENHOR, cada vez mais aperfeiçoando a fé (Hb 2:22). Abraão nos é apresentado no Novo Testamento como um homem de fé, como nosso pai e exemplo. Em Romanos 4, onde ele é chamado de pai de todos os que creem (Rm 4:11,12,16) e Gálatas 3:1-14, onde os crentes são chamados de filhos de Abraão. Com Abraão DEUS se apresenta como “El Shadday (Deus Todo Poderoso); “El Elyom (Deus Altissimo); “El Roy” (Deus Que Vê); e “El Olam” (Deus Eterno).  Assim devemos nós também aperfeiçoarmos a nossa “fé”, que é um dom de Deus, e permanecermos firmes diante de todas as circunstâncias em que nossa obediência é requerida por DEUS, com ações de graças e não lamentações desta vida.

“Confie em Deus mesmo quando parece que as peças
 não se encaixam” John Hercus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos deixe seu comentário.

Postar um comentário